11ª Ed. Mobile Intelligence 2.0

Apresentação

O mercado mobile - Fintechs e apps de pagamento são tendência no mercado mobile para 2017

No Brasil o crescimento do tráfego de dados móveis até 2018 deverá ser de 11 vezes o atual, crescendo mais de 60% ao ano. O mercado de aplicativos crescerá 300% até 2017. Pesquisas recentes da Gartner preveem que o mercado chegue a US$77 bilhões em 2017. Quase 60% das pessoas compram pelo celular no mês — 59% de usuários de smartphones fazem compras pelo celular pelo menos uma vez por mês, ou seja, mais de 20 milhões de algum tipo de transação ou compra é feita por mês no Brasil. É difícil estar fora de um canal de vendas tão potente como este.

Com os preços cada vez mais acessíveis dos celulares, a tendência é o crescimento deste segmento. Hoje, no Brasil são mais de 270 milhões de usuários de celulares (Anatel).

O mercado de aplicativos crescerá 300% até 2017

Vendas de Smartphones em 2014

O Brasil encerrou 2014 como o sexto maior mercado de smartphones do mundo, com 38,8 milhões de aparelhos representando 17% dos celulares do país, devendo chegar a 70,5 milhões em 2017. O ranking é liderado pela China, com 436,1 milhões. A lista dos cincos primeiros colocados inclui ainda Estados Unidos (143,9 milhões), Índia (76 milhões), Japão (40,5 milhões) e Rússia (35,8 milhões). Os dados são de um estudo do eMarketer.

De acordo com as projeções da empresa, mais de dois bilhões de pessoas no mundo terão um smartphone em 2016. O número de usuários de telefones inteligentes chegará a 2,56 bilhões em 2018. Com isso, os smartphones representarão 51,7% de todo o mercado móvel.

Segundo a empresa de análise de mercado, os jogos mobile devem valer US$ 25 bilhões em 2015, um aumento de 42% em relação ao valor registrado em 2013. Entre os motivos que levam a esse crescimento surpreendente está o aumento de participação de mercados emergentes como a Índia e o bom desempenho que áreas bem estabelecidas como a América do Norte e a Ásia continuam a apresenta

Dados relevantes do mercado mobile

  • 48% dos usuários de internet móvel no Brasil são das classes AB e 46% pertencem à classe C
  • 68% dos usuários de internet móvel no Brasil têm entre 16 e 34 anos e 11%, entre 35 e 44 anos
  • 54% dos usuários de internet móvel no Brasil são homens e 46%, mulheres
  • 63% dos usuários de internet móvel no Brasil usam um plano de dados pré-pago, 18% assinam um plano de dados pós-pago e 19% não têm plano de dados.
  • 35% dos usuários de smartphones são da classe C; 49% são da classe B; 12% são da classe A e 4% das classes D e E.
  • 22% dos usuários de smartphones visitaram a loja física depois de ver anúncio em seus dispositivos
  • 77% acessam as redes sociais através do celular.

Uma pesquisa divulgada recentemente pela Internet Trends Report constatou que os dispositivos móveis têm ganhado cada vez mais espaço na vida das pessoas, ganhando o espaço ocupado pelas redes sociais na comunicação.

Segundo os dados, a frequência de troca de mensagens em serviços que oferecem pequenos grupos de conversas está ultrapassando a de postagens nas redes sociais na maior de audiência, como o Facebook. Com crescimento de 81% no consumo de conteúdo mobile, os vídeos já correspondem a 25% do tráfego da web, 14% a mais do que no ano passado. Um outro estudo da Millward Brown havia constatado que os usuários brasileiros gastam mais tempo em smartphones e tablets do que em outros dispositivos.

É a prova que a mobilidade se tornou uma necessidade. O mundo digital atual está se tornando cada vez mais prático, já é possível por exemplo, reservar hotéis, fazer compras e até mesmo efetuar pagamentos através do celular. Mas, por exemplo, a maioria das empresas, não possui seus sites otimizados para o mundo mobile.

O Brasil está despontando nesse setor de forma bem positiva e promissora. Porém, aparece entre os cinco mercados mais importantes para o segmentos dos smartphones, junto com China, Índia, Indonésia e Rússia.

Objetivo do congresso

O congresso é destinado a os impactos das convergências digitais, novas formas de acesso à internet, a questões da mobilidade e as mudanças de hábitos do internauta com a popularização da banda larga móvel (principalmente 3G e 4G). Também discutiremos as redes de relacionamento, TV Digital, TV móvel, portabilidade numérica, dentre outros temas do cenário atua

O evento contará com um painel especial para discussões sobre os impactos das novas estratégias de negócios através da Mobilidade Corporativa.

Patrocinio

APOIO

REALIZAÇÃO