Apresentação

Por que investir no mercado mobile - Tendências do mercado mobile em 2018

O mercado mobile no Brasil tende a seguir a tendência dos últimos anos: crescimento. Segundo levantamento da empresa alemã Sociomantic sobre o mercado nacional, todos os principais indicadores do mundo digital têm se mostrado favoráveis no país: aumento do número de smartphones, expansão do e-commerce, crescimento das taxas de conversão de vendas in-app, entre muitos outros.

Hoje em dia, as pessoas estão conectadas o tempo todo, com o celular à mão e atentas aos assuntos que lhes interessam. O número de pessoas que os utilizam para acessar a internet já superou o acesso por computadores e notebooks, segundo a Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada em 2016.

Há estimativas de que em 2018, cerca de 8,2 bilhões de pessoas terão dispositivos móveis, gerando 2,7 GB de tráfego por mês, número bastante elevado e 5 vezes maior do que no ano de 2013. Além disso, o tráfego mobile de aplicações em nuvem tende a crescer 64%. Esses números estão sendo avaliados desde 2013, e acredita-se que em 2018 essa porcentagem seja realmente atingida.

O mercado de vendas online tem crescido significativamente nos últimos anos. E grande parte dessas vendas são realizadas pelo mobile commerce. Diante disso, em 2018, é esperado que o volume de vendas totais do m-commerce se iguale ao do e-commerce, chegando a cerca de US$ 600 bilhões.

De acordo com pesquisa da Criteo, Análise do E-commerce no Mundo, os pedidos realizados por aplicativo somaram 16%, enquanto via web mobile somaram 28%. As compras via desktop (computador) ainda são as maiores (56%), porém, 16% delas são frutos de um primeiro clique pelo dispositivo móvel.

Alguns pontos relevantes:

  • Penetração de Smartphones no Brasil subiu de 53% em 2013 para 90% em 2015;
  • Android é o sistema mais utilizado, com uma fatia de 78% do mercado;
  • 47% das pessoas navegam diariamente na internet via dispositivos mobile;
  • 79% de todo tráfego da internet acontece em dispositivos móveis;
  • O valor gasto em m-commerce subiu de R$ 13.2 bilhões em 2014 para R$ 27.3 bilhões em 2015;
  • Campanhas in-app entregam uma taxa de conversão 70% maior e 50% mais vendas do que campanhas web mobile;
  • 12% do total de compras online em 2015 foram feitas pelo celular;
  • As três categorias mais compradas em dispositivos móveis são: eletrônicos, roupas e acessórios;
  • 67% dos brasileiros usuários de Smartphone já compraram via dispositivos móveis;
  • 50% dos e-commerce no Brasil não possuem um App exclusivo;
  • 24% dos consumidores usaram Apps para realizar uma compra;
  • 80% de Apps baixados são usados somente uma vez;
  • 25% dos Apps baixados nunca são usados;
  • A média de aplicativos instalados é de 20 por pessoa;
  • Do total de investimento em campanhas de publicidade in-app, apenas 15% são destinadas à instalação de Apps, contra 85% investidos em campanhas de engajamento.

O mercado mobile no Brasil vai continuar crescendo (e muito) nos próximos anos. Todos os indicadores estão favoráveis: Aumento do número de smartphones, expansão do e-commerce, crescimento das taxas de conversão de vendas in-app, entre muitos outros.

Para quem está entrando no mercado mobile ou para quem já está inserido, é essencial que estejam atentos às tendências. Desta forma, se tornarão cada vez mais competitivos nesse mercado em crescimento.

Objetivo

Apresentar as tendências e práticas de como as tecnologias de mobilidade corporativa afetam a produtividade das corporações na viabilização de novos serviços, na redução de custos e na criação de valor agregado e, avaliar o impacto da adoção e do gerenciamento (Mobile Device Management) dos Tablets e Smartphones no mundo corporativo.

Público Alvo

Gestores de TI, Gerentes e Profissionais das áreas de Desenvolvimento e de Infra de TIC, Profissionais das Áreas de Negócios, de Marketing, Comercial, Governança e Inovação.

Expobrand

APOIO

REALIZAÇÃO